O idealizador

Paulo Azevedo é ator, promotor cultural e jornalista formado pelo UNI-BH (2000). Integrou a 1ª Oficina de Novos Talentos da TV Globo Minas, além de ter sido apresentador e entrevistador do programa cultural AGENDA, exibido pela Rede Minas, onde também atuou por oito anos na realização de vídeos educativos. Em 2001, criou a Comcultura Comunicação e Cultura, ao lado da jornalista Carolina Braga, voltada para assessoria e promoção cultural. Desde 2009, desenvolve ações personalizadas com foco na consultoria de aprendizagem que mesclam a expertise no campo das artes e da comunicação, aplicadas para importantes empresas.

Atua há mais de 20 anos nas artes cênicas como ator, autor, diretor e produtor teatral. Participou de espetáculos com grupos e diretores reconhecidos da cena brasileira, tais como: Hector Babenco (“Hell”), Cibele Forjaz (Cia Livre), Eric Lenate (“A Serpente”) e Yara de Novaes (“Cia. Móvel”). No cinema, Paulo foi vencedor na categoria Melhor Ator na Competição Nacional do Prêmio Português CinEuphoria 2017 (Prêmio do Público) pelo seu trabalho como protagonista no filme "Estive em Lisboa e lembrei de você”, baseado na obra homônima de Luiz Ruffato e dirigido pelo português José Barahona. Pela mesma produção, foi indicado como Melhor Ator Filme Estrangeiro no “Melhores Filmes SESC 2016”. Protagonizou também “Paixão & Virtude”, último filme de Ricardo Miranda e integrou o elenco de "Mare Nostrum", de Ricardo Elias; “Alma Clandestina”, de José Barahona; “Eu Sou Mais Eu”, de Fábio Zanoni; e “Kardec”, de Wagner de Assis. O ator também participou de várias produções de curtas-metragens. Entre 2012 e 2016, fez participações nas séries “13 Dias Longe do Sol” (Rede Globo/O2 Filmes), “Terradois” (TV Cultura), “Rua Augusta” (O2 Filmes/TNT), “Fora de Controle” (Gullane Filmes/Record), “Contos do Edgar” (O2 Filmes/Fox Brasil), "O Negócio” (Mixer/HBO Brasil) e "Gigantes do Brasil" (History Channel).

É fundador e ex-integrante do Grupo Espanca!, responsável por espetáculos premiados. Na companhia mineira, Paulo foi indicado pela criação de “Por Elise” na categoria especial do Prêmio Shell SP 2005 e como Melhor Ator Prêmio Qualidade Brasil SP e Usiminas SINPARC 2008 por “Amores Surdos”. Como idealizador, autor e diretor do espetáculo “Heróis: Uma Pausa Para David”, Paulo ganhou o Prêmio Funarte de Teatro Myrian Muniz 2014 e com o texto de dramaturgia “Passe-Partout”, venceu o concurso para bolsa de incentivo à criação literária no estado de São Paulo pelo ProAC 2015.

Conheça mais